Gastronomia

Blog_FinoxMesa

Postado em: 18.08.2016

Para os iniciantes do mundo enófilo ou mesmo para quem foi convidado para um jantar e quer levar um bom vinho, diferenciar um vinho de mesa de um vinho fino, pode ser um verdadeiro desafio.  Para solucionar essa dúvida, nós ajudamos e apontamos as diferenças!

O Vinho de Fino e o Vinho de mesa

Tudo gira em torno da uva ou planta produtora da qual o vinho é extraído, já que a videira possui uma variedade exorbitante na família Vitis. Os vinhos feitos a partir das parreiras Vitis vinífera são denominados finos, enquanto os das demais – geralmente produzido a partir de uvas americanas –, costumam receber a nomenclatura de vinho de mesa.

Entendendo a diferença

As diferenças entre um vinho e outro são basicamente estruturais, já que vinhos produzidos com outras variedades de uvas que não a Vitis Vinífera – o vinho de mesa – são mais comuns para consumo direto ou em produção de sucos. Já as uvas finas costumam ser menores e possuem uma casca mais grossa e densa, sendo mais adequadas para a elaboração do vinho.

Na cultura brasileira

O Brasil é um dos poucos países que permitem a produção de vinho com uvas americanas. Devido à dificuldade de cultivo das Vitis Vinífera durante a colonização houve a prevalência de uvas de outras espécies e a preferência pelo vinho mais barato, consumido em maior quantidade devido ao hábito: o de mesa.

Qual escolher?

Para os enófilos de plantão, não há outro vinho além do vinho fino. Mas se sua preferência pessoal for por um vinho de sabor mais rústico e simples, não há problema nenhum em escolher um vinho de mesa para os seus momentos de descontração, deixando o vinho fino para momentos mais importantes e sofisticados.

Comentar